Controle Policial da Internet? Não!

Já declarei aqui: como escritor e jornalista sou contra qualquer forma de ditadura. E não admito que a internet tenha um controle policial. (O que não quer dizer que crimes cometidos pela internet não devam ser punidos, claro).

O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) está fazendo passar um projeto de lei que obriga todo usuário da internet a se registrar e que monitora toda e qualquer forma de "interatividade" na rede. Como se a internet não tivesse a interatividade como razão de ser.

Eu sou completamente contrário a isso. Controle de internet é tarefa de ditaduras como a chinesa e a cubana. Que esse projeto tenha como relator um senador pelo PSDB prova o óbvio: precisamos urgentemente não só de um novo governo, como de uma nova oposição.

Aqui vai o email do senador Azeredo para quem quiser demonstrar o que acha sobre esse projeto de lei: eduardo.azeredo@senador.gov.br

Comentários

Rafael disse…
Boa Dagomir!!Esse projeto além de ridículo em si, é uma mostra de total desconhecimento do básico de Internet. Meios de deter criminosos existem, falta eficácia. Além disso, uma medida como essa só iria prejudicar os usuários honestos: os bandidos burlariam de qualquer jeito.

Postagens mais visitadas