Share/Bookmark

terça-feira, 26 de dezembro de 2006

James Brown e eu

Foto: Juvenal Pereira
O que a gente pode dizer quando morre um homem que te deu uma das grandes alegrias de viver? James Brown me deu o funk, e o funk é me mantém feliz e esperto.

Essa foto foi tirada no hotel Hilton de São Paulo no dia 8 de abril de 1988. À esquerda está o baterista e grande amigo Fernando Moraes, e no meio estou eu, trabalhando para o jornal O Estado de São Paulo. A entrevista foi rápida, e saiu na primeira página do Caderno 2. E foi um dia, claro, inesquecível. Sentei na mesma mesa de um dos meus maiores ídolos deste planeta.

Naquele e nos dias seguintes eu estaria presente em todas as suas apresentações em São Paulo. Foram quatro shows, e eu suei em todos eles. Em 1999 eu teria oportunidade de assistir mais uma apresentação do Godfather of Soul, também aqui na minha cidade.

Obrigado, JB. Graças a você hoje eu tenho formigas nas minhas calças. E jamais me esquecerei de suas sábias e eternas palavras: "Eu não sei o que vou fazer, mas seja lá o que for, tem que ser funky".

2 comentários:

Lucas disse...

Puxa, muito legal... imagina só, ficar frente a frente com James Brown.
Concerteza... Inesquecivel.

http://seguranca-digital.blogspot.com
Noticias atualizadas diariamente, area destinada a livros e downloads de softwares...
Para 2007, area de jogos hackers, materias e dicas e projetos de programas com Souces.

Abraços

franka disse...

demais, demais dagô.
mas fala: era peruca, não era?