Deserto

Na minha coluna da edição de janeiro da revista Info eu tentei imaginar o que seria o Brasil daqui 5 anos. Ao lado de sinais de catástrofe ambiental eu procurei mostrar detalhes que mostram a crescente digitalização de nossas vidas nos mínimos detalhes.

Numa dessas observações do futuro imaginário, eu digo que o dinheiro de papel foi substituido por chips de crédito e débito e que dinheiro de papel ainda sobrevive em "regiões mais atrasadas do deserto do Pará". Foi o suficiente para que moradores daquele estado escrevessem indignados para a revista Info exigindo respeito aos paraenses.

Quero aproveitar para esclarecer alguns pontos: 1) aquela coluna é uma obra de ficção. 2) não disse que o Pará é "atrasado". Minha visão foi a de que, com a devastação da Amazônia, certas partes do estado do Pará teriam se transformado no ano de 2012 em regiões desérticas. 3) essas "regiões atrasadas do estado do Pará" estariam nesse fictício deserto, e é normal que desertos se transformem em regiões economicamente mais atrasados. 4) esta coluna, repito, é obra de ficção futurística e com ela não tive qualquer intenção de ofender a qualquer habitante/morador do estado do Pará, nem insinuei que o estado, atualmente, seja "atrasado".

Espero que esses leitores entendam.

Comentários

Lucas disse…
Você estava meio sumido do blog, agora ja esta escrevendo diariamente.
Eu achei bem interessante sua materia... e nao vi nada que poderia ser chamado de "desrespeito" aos paraenses.
Abraços!!

http://seguranca-digital.blogspot.com

Postagens mais visitadas