Editora Abril: o fim de um ciclo

Não foi a escola, mas a editora Abril quem me abriu os olhos e os ouvidos com os fascículos de Conhecer, com a música de Grandes Compositores, com a coleção completa de Diversões Escolares que eu guardo até hoje.

Hoje eu estou completando 3.544 dias como empregado da editora, e isso dá 9,7 anos. É minha terceira passagem profissional pela editora. Ainda um moleque, fiz um estágio na mesma Conhecer que eu colecionava. Já com 33 anos virei comentarista de cinema da revista Veja. A experiência não durou muito.

No dia primeiro de setembro de 1997, comecei um terceiro (e longo) ciclo na Abril, como editor senior da revista VIP. Passei pela Playboy e tive uma fascinante experiência na criação de uma revista para adolescentes que não chegou a ser lançada: Mono. Participei de uma penca de publicações durante esse tempo: Info,Web, SuperInteressante, On, Exame, Placar, Bravo, Universo Animal, Viagem & Turismo, Quatro Rodas, Meu Dinheiro, Revista MTV, e provavelmente estou esquecendo alguma.

Um dos momentos mais emocionantes aconteceu quando eu ganhei o premio Abril pelo perfil do meu ídolo Helio do Soveral para a revista VIP (olha a foto lá em cima). Amanhã acaba este terceiro ciclo. Não vou mais estar trabalhando pela editora Abril como funcionário. Mas já acertei a continuidade de duas colunas (para a Info e para a Placar) além de um novo projeto ainda em planejamento.
Foram quase 10 anos de crescimento e respeito mútuos, de amizades e aventuras. Agora começa um quarto ciclo.

Comentários

Michel Ribeiro disse…
Boa sorte em seu novo ciclo Dagomir, sucesso e felicidades pra vc e sua família. Continue sempre escrevendo para nós. Abraço!
Mau disse…
Valeu, Dagô!
Volte sempre!!
Pancho disse…
Parabéns cara.
jo fevereiro disse…
Fiquei surpreso com a notícia, Dagô!
Pelo teor do que acabo de ler, parece que foi um encerramento de ciclo nada traumático. Continuo na torcida por você, esteja onde estiver.

ABRAÇÃO!

Postagens mais visitadas