Um Gonzo na Ilha de Caras Parte 1: as fotos


Em fevereiro de 2002 fui convidado pela revista Viagem & Turismo a fazer uma matéria sobre a famosa ilha de Caras, no litoral norte de São Paulo. Vesti minha roupa de repórter gonzo. Ou seja, meio que fingi ser uma das celebridades convidadas. Fiz poses típicas de gente famosa para o fotógrafo Paulo Jabur. Tive a cara de pau de tirar uma foto de chinelão ao lado da atriz Daniela Escobar. Andei de jet-ski como um playboy dos mares. O sol me deixou vermelho como um camarão, mas não perdi a pose.


A matéria foi uma surpresa para os leitores da Viagem & Turismo pelo seu tom de sátira. Ela provocou um incidente diplomático com a direção da Caras, que se sentiu traída por ter permitido minha presença na ilha. Eu tentei ser bem humorado, mas respeitoso do começo ao fim do texto. Mas escrevi uma frase infeliz da qual eu realmente me arrependi depois. Posso garantir que aprendi minha lição. Hoje tomo muito mais cuidado com o que escrevo.  


Aqui vão as fotos da matéria, todas de Paulo Jabur:



Comentários

Fiquei curioso para saber qual foi a frase...
Dagomir Marquezi disse…
Eu disse que durante as tardes não acontecia muita coisa na ilha e sugeri que os bangalôs convidavam para uma sessão de sexo. Eu quis dizer sexo entre os casais convidados, mas ficou parecendo coisa mais vulgar.
Carlos disse…
Qual foi a frase?
Dagomir:
Minha dúvida já foi respondida no comentário acima. Frase com duplo sentido, mas claro q o sexo seria com os frequentadores do bangalô, não uma suruba.
Adorei o tom do seu texto e a fina ironia! Aquilo lá deve ser muito pior do q vc descreveu (*imagine agora com os ex BBB, ex-busão, ex-fazenda etc etc).
abr
Maurício
Dagomir Marquezi disse…
Pois é, Mauricio, o pior é que eu nem quis ser malicioso com essa frase boba. Mas acho que eu acabei quebrando um pouco o encanto que cerca a ilha, e eles não gostaram muito disso.

Abraço

D

Postagens mais visitadas