Dezembro de 1981


Descobri nas minhas pilhas de passado duas folhas muito especiais. É o registro do lançamento do meu livro O Caso da Mulher Dragão. Noite de 11 de dezembro de 1981. 28 anos atrás, no bar da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. Grande noite com amigos e familiares numa farra indisfarçável. Eu me vesti como meu alter-ego, Tony Carbone, o que incluiu essa gabardine estilo Humphrey Bogart e um revolvinho de brinquedo. Nas fotos estão pessoas muito caras a mim num momento muito feliz. A qualidade das fotos obviamente não é grande coisa, já que tive que escanear de pequenos contatos fotográficos. Mas o registro é precioso para todos nós, presentes naquela noite doida na FGV. O álbum está aqui.
Fotos: Nellie Solitrenick

Comentários

DAgo,
Muito engraçada a festa. as fotos 31 e 21 parecem ser do Adilson Ruiz, atual subsecretario do audiovisual.
Verifique.
Abraços
Ricardo
jo fevereiro disse…
Muito bom rever a turma boa daquela época, Dagô. Pena que não pude ir a esse lançamento. Nem sabia que estiveram alguns incríveis por lá.
Abração!
Dagomir Marquezi disse…
Ricardo: era o Adilson Ruiz, confirmado. Espero que os amigos me ajudem com outras identificações...

Jo: vamos explicar para os que não nasceram a tempo para a Jovem Guarda. Nas fotos dessa festa estão dois grandes músicos dessa época - Netinho e Manito. Netinho era o baterista e o Manito o tecladista e saxofonista da banda Incríveis, mais conhecida pelo sucesso "era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones". Eles fizeram a versão brasileira original, copiada depois pelo Engenheiros do Havaí.

Postagens mais visitadas