Dia do Pai

Hoje meu pai Decio estaria completando 79 anos. Mas ele partiu aos 62, numa tarde inesquecivelmente dolorosa no Instituto do Coração de São Paulo em 1990.

Não vou mentir dizendo que ele tenha tido uma grande influencia na minha carreira de escritor e jornalista. Mas o sempre engraçado Decio garantiu que nada faltasse na minha educação, educação à qual ele nunca teve acesso. Sempre me apoiou, mesmo nas horas em que segui os caminhos mais errados.

E revelou-se um grande ator! Aí em cima está ele, no papel do implacável coronel Pires de Barros na fotonovela O Grotão, depois transformada em um curta-metragem.

Tudo pronto, pai. E continua...

Comentários

Déd's disse…
É uma pena que eu não o tenha conhecido, senão a dona Dirce não teria descanso mesmo!
Diva disse…
Tudo pronto! E agora, só faltam as camas que durmam por nós! Afinal, eu que se me fiz sozinho! Além disso, o coitadinho não tem culpa nenhuma e não merece ficar preso...
Ai, que PUUUUTTTTTAAAAAA saudade!
Marrie disse…
Bela homenagem!!!
"E continua..."
bjs

Postagens mais visitadas