A Arte de Bloggar - 2

Na minha modesta opinião, os blogs ainda vão crescer muito. É uma midia tão poderosa e simples que pode estar passando por uma espécie de pré-história, e ainda veremos sua explosão.

Mas como eles podem ficar mais interessantes? Eu não tenho nenhuma fórmula mágica, mas basicamente acho que uma questão deve ser respondida: "para que serve meu blog?" Ele necessáriamente deve ter um propósito. E uma especialidade.

Claro que ninguém vai acabar com os blogs pessoais do tipo "hoje eu acordei muito feliz com meu namorado no celular". Mas blogs especializados tendem a atrair muito mais gente. Isso está acontecendo com os blogs jornalísticos e tecnológicos, que se multiplicam e concorrem uns com os outros. Mas as possibilidades são infinitas. Qualquer assunto pode virar um blog.

Eu tive muitas idéias para blogs específicos do meu interesse. Mas haja tempo para isso. Por enquanto tenho 3 no ar. No meu, pessoal, este aqui, eu tento centrar meu ponto de vista do mundo como escritor e jornalista. Todos os posts tentam dar este foco.

Meu segundo blog é o Central Animal (central-animal.blogspot.com) é uma espécie de clipping de notícias e eventos relacionados à causa dos direitos dos animais. Nesse, eu mal escrevo. Uso quase o tempo todo os célebres comandos copiar-e-colar. É uma das formas de se editar um blog. A condição é que seja editado com com atenção profissional.

O terceiro blog é o Plataforma 7 (plataforma7.blogspot.com) é um exemplo de assunto super específico. No caso, um espaço para um assunto meio exótico no Brasil: trens de passageiros. Também uso artigos e notícias que pego na internet. Mas na maior parte é um blog de experiências e memórias pessoais que vão desde os trens que peguei na infância pelo interior do Brasil até o tour que fiz pela Europa em agosto e setembro deste ano.

E certas regras são fundamentais em qualquer caso: tratamento profissional na edição, incluindo as ilustrações. E - não se esqueça! - pelo menos uma atualização por dia.

Comentários

Pumpkin disse…
Olá! Li sua coluna na Info deste mês e vim conhecer o seu blog pessoal. Gostei da aparência e também dos textos. Resolvi comentar neste post por ser o que tem relação mais direta com o assunto tratado na coluna: o vício de blogar. Descobri o mundo dos blogs há pouco tempo e resolvi entrar de cabeça. Concordo que esse é um segmento muito rico, com muito potencial ainda a ser explorado. Concordo que os blogs com tema definido são mais interessantes. Já encontrei pérolas navegando por aí. Mas discordo de que os blogs no estilo diário sejam desinteressantes. Em primeiro lugar porque o ser humano tem uma forte tendência para gostar de acompanhar a vida dos outros como novela. Em segundo lugar porque, se o escritor for bom, a mais banal das rotinas se torna interessantíssima. Certo dia entrei num blog escrito durante alguns anos por um brasileiro que foi estudar nos Estados Unidos. No blog ele narrou o que aconteceu desde a primeira semana até a véspera da viagem de volta. Não li tudo, porque eram mais de 3 anos, mas fiquei maravilhada com o fato de que aquilo, no futuro, pode ser considerado como uma achado arqueológico, que dirá aos historiadores como era a vida de um cara comum que foi estudar em outro país.
Espero que não fique chateado por eu vir aqui discordar de parte do que você disse.
Bons posts!

Postagens mais visitadas